JavaScript não suportado

 

UFRPE adapta canais de comunicação para o período eleitoral

banner defeso eleitoral

A Universidade Federal Rural de Pernambuco, por intermédio da Assessoria de Comunicação Social (Ascom/UFRPE), implementa, a partir deste sábado (02/07), um conjunto de medidas em todos os seus canais de comunicação com vistas a obedecer às normas federais de comunicação federal em ano eleitoral nos órgãos do Sistema de Comunicação do Poder Executivo Federal (SICOM).

Sites e perfis em redes sociais gerenciados por unidades acadêmicas e administrativas da Universidade – e que, portanto, não estejam sob a responsabilidade da UFC Informa – também devem atentar para as diretrizes de divulgação no período eleitoral.

A UFC Informa orienta que unidades acadêmicas e administrativas da Universidade revisem os conteúdos anteriormente publicados em seus sites, páginas e perfis em redes sociais, a fim de se adequar à legislação vigente (Imagem: UFC Informa)

As adaptações começam neste sábado (02/07) e seguem vigentes até o fim do primeiro turno (02/10) ou do segundo turno (30/10). Todas as publicações devem obedecer aos documentos oficiais (disponíveis abaixo).

Com base na legislação vigente, todas as publicações devem atentar para o interesse público, ter caráter informativo e noticioso, impessoal, sendo, portanto, vedada promoção de agentes ou a publicidade de marcas e símbolos.

O site da UFRPE apenas publicará informes em conformidade com a legislação eleitoral vigente, seguindo as recomendações da SECOM.

As redes sociais da UFRPE permanecem ativas com limites e restrições impostas pelas regras eleitorais, mantendo-se abertas as seções de comentários nas publicações. Todavia, os perfis foram programados para bloquear termos e palavras que possam vir a estar vinculados ao período eleitoral. Novos seguidores estão impedidos de comentar por 2 meses. O perfil da UFRPE no YouTube seguirá ativo, mas com moderação adequada às limitações impostas.

Recomenda-se que todas as unidades da UFRPE que possuem perfis ou páginas institucionais em redes sociais avaliem a possibilidade de desativar temporariamente seus atuais perfis e criar perfis provisórios, conforme orientação da SECOM, atentando ao tipo de conteúdo a ser publicado e restringindo a interatividade nos comentaŕios.

Caso opte-se por manter os atuais perfis, a recomendação da ASCOM/UFRPE é de que os responsáveis revisem publicações anteriores a 2 de julho e restrinjam a interatividade, ocultando quaisquer publicações que possam ser enquadradas como publicidade institucional ou propaganda político-partidária, conforme definições da legislação eleitoral.